terça-feira, 23 de julho de 2013

O SOCIALISMO explicado por SALAZAR

“- Esse Socialismo de Estado, que muitos apregoam e aconselham como um regime avançado, seria, na verdade, o sistema ideal para lisonjear o comodismo nato e o delírio burocrático do comum dos portugueses. Nada mais cómodo, mais garantido, mais tranquilo, do que viver à custa do Estado, com a certeza do ordenado no fim do mês e da reforma no fim da vida, sem a preocupação da ruína ou da falência. O Socialismo de Estado é o regime burguês por excelência. A tendência para esse regime, entre nós, deve, portanto, procurar-se mais no fundo falho de iniciativas da nossa raça, do que noutras preocupações de ordem social.
O Estado não paga muito mal e paga sempre. É-se desonesto, além disso, com maior segurança, com segura esperança de que ninguém repare. As próprias falências, os desfalques, as irregularidades, se há compadres na governação, são facilmente abafados e os défices cobertos – regalia única! – pelos orçamentos de Estado. As iniciativas, por outro lado, não surgem, não progridem, porque o patrão é imaterial, quase uma imagem. As coisas marcham com lentidão, com indolência, com sono.
É possível que essa socialização tenha dado ou possa vir a dar óptimos resultados em qualquer outro país.
Entre nós, os resultados não podiam ter sido piores nalgumas experiências já feitas…”

... entendido?? ou é preciso explicar melhor !!

Sem comentários: